domingo, 1 de abril de 2012

NIBIRU???

Durante um churrasco neste domingo, conversei longamente com o meu cunhado sobre um livro que fez sua cabeça: O décimo segundo planeta, de Zecharia Sitchin. Ouvi as ideias principais desse catastrofista (ou, como o superestimam, "profeta do Apocalipse"). Para Zecharia, Nibiru (planeta da mitologia dos sumérios) seria o Planeta X (planeta apenas imaginado por alguns estudiosos, orbitando além do Cinturão de Kuiper). 
Quem estuda História, diga-se de passagem, sabe que a mitologia suméria é tão ou mais rica que a judaico-cristã. 
A teoria de Zecharia é de que a humanidade teria origem extraterrestre, criada pelos anunnakis, habitantes de Nibiru. Outro autor, Erich von Daniken, insinua uma teoria semelhante em Eram os deuses astronautas? (Esse já li duas vezes.) 
Ao pesquisar sobre o assunto na Internet, abri um site que apresenta a órbita do planeta Nibiru, a qual passaria muito próxima da Terra e se afastaria do Sistema Solar por aproximadamente 30 milhões de anos-luz. Isso mesmo: 30 milhões de anos-luz. Um absurdo! O Sol está distante 26 mil anos-luz do centro da nossa galáxia. Obviamente, o autor do site de "antropologia ufológica" não tem noção das distâncias astronômicas. Essa limitação para compreender as distâncias de espaço e de tempo é digna de pena, reveladora do relativismo do senso comum, tendo a ignorância como referencial da medida de todas as coisas.
O planeta Nibiru demoraria 3.600 anos terrestres para completas sua órbita. A cada 3.600 anos, ele se aproximaria da Terra. A próxima passagem pela "zona dos cachinhos dourados" ocorreria em dezembro deste ano, causando muito terror e destruição em Gaia, nosso belo planeta. Objeção: terror e destruição?  Terror e destruição causados pelo planeta em si, ou pela ação dos anunnakis? Nas outras vezes, os anunnakis fizeram o bem de criar o homem, tão inteligente e distinto dos demais seres vivos (como o chimpanzé, que tem apenas um par de cromossomas a mais). O que realmente ocorre durante a passagem de Nibiru? Algumas vezes, o efeito é devastador, como fazer a Terra parar por um dia (transcrito na Bíblia), ou destruindo o planeta que existia entre Marte e Júpiter. Outras vezes, os habitantes de Nibiru viriam ao nosso planeta para brincar de deuses. Por que em 2012 será nefasta a passagem? Por que assim profetiza o calendário maia? 
Outra coisa: os anunnakis devem ser tão poderosos quanto os deuses de todas as mitologias havidas. Principalmente para resistir variações tão grandes de temperatura (fugindo à regra dos "cachinhos dourados", região do sistema solar em que a vida é possível). Por mais estabilidade térmica que tenha o planeta, a aproximação com o Sol (segundo o desenho imaginado para sua órbita) não deixaria de sofrer terríveis consequências. 
Outra coisa mais: a órbita regular de todo corpo celeste ocorre em torno de um corpo muito maior, que a determina gravitacionalmente. Nibiru teria uma órbita perpendicular ao sistema solar, ao qual não se subordina. Além do Cinturão de Kuiper, o Sol não exerce mais atração sobre corpo algum, conquanto seja atraído por forças infinitamente maiores da própria galáxia. Lá estaria uma estrela hipotética que manteria Nibiru. Mas a estrela mais próxima, Alpha Centauri C, está a 4,2 anos-luz de distância, aproximadamente 40 trilhões de quilômetros. Esse corpo gigantesco que manteria Nibiru continua invisível, embora sua localização tão próxima do Sistema Solar. Mistério! 
Mais outra coisa: Caso estivessem certas as previsões da passagem desse planeta para dezembro de 2012, por que ele ainda não é observado entrando no Sistema Solar? Já era para estar causando algum dano a um dos nossos pacíficos planetas mais distantes. Por que a Terra seria a mais afetada? 
Certamente, lerei O décimo segundo planeta.
Para desmistificá-lo. 

3 comentários:

Fátima disse...

Caro Froilam, também li sobre isto e tem um site, que agora não lembro, que trata especificamente desse tema na visão de Zecharia Sitchin.
Quanto aos anunnakis, parece que eles fizeram muitos experimentos com várias espécies, criaram os humanos e também seres híbridos (que seriam os do mal).
Quanto a 2012, penso que há muitas confusões a respeito. A cada doze anos, nosso sistema solar faz o movimento de translação ao redor do sol central da galáxia, a estrela Alcione, e aí passamos por aquele cinturão de fótons. Foi assim 1988, 2000 e 2012, ao que me lembro.
Mas são só pensamentos meus e posso estar muito errada.
Admiro a profundidade e atualidade dos temas sobre os quais escreves.
Abraços e que a Graça Divina esteja sempre contigo.

C4D Trainning disse...

Estudo este tema a mais de 10 anos...
Não sou defensor de nada, além do direito de informação.
Acontece que existe muitos pontos obscuros que poderiam ser facilmente elucidados se a NASA e os governos liberassem as informações que ainda são privilegiadas.
Pq os sites, como o google earth , whisky e wwt da microsoft, bloqueiam o acesso ao espaço, onde o astrofísico Robert Harringhton, já falecido, indica como a direção de onde estaria se aproximando o Nibiru?
Se houvesse interesse real em desmistificar as especulações deveriam estar liberada tais informações...
Onde estão as fotos do satélite IRAS, lançados pela Nasa, exatamente para estudar e pesquisar o planeta Nibiru. E que são informações ultra secretas.
Muitos artigos da década de 80 relatam interferências gravitacionais que ocorreras em nossos planetas externos do sistema solar e que somente podem ser explicadas por uma interferência de um corpo proveniente do confins do Sistema solar (fato esse que motivou a pesquisa e lançamento do satélite IRAS).
Enfim, não querendo me deixar levar pela "Teoria da Conspiração", mas estão ocultando coisas...Isso é um fato!!!
obrigado e um grande abraço a todos.

Anônimo disse...

Zecharia Sitchin em O Décimo Segundo Planeta não diz em momento algum que Nibiru adentrará nosso sistema solar em 2012. Aliás, já assisti a algumas entrevistas do mesmo, e ele não parece concordar com essa data.