sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

MARIA BERENICE VERSUS PAPA BENTO

Maria Berenice Dias, santiaguense de nascimento, depois de ser desembargadora, voltou a advogar. Seu escritório, em Porto Alegre, especializa-se em Direito Homoafetivo (união entre indivíduos de mesmo sexo, com adoção de criança, inclusive).


Papa Bento XVI, suprema autoridade da Igreja Católica, afirma que os homossexuais destroem obra de Deus. Para Sua Santidade, salvar a humanidade do comportamento homossexual ou transexual é tão importante quanto salvar as florestas do desmatamento. "A Igreja Católica assume a defesa da obra da criação de Deus, "não deve apenas defender a terra, a água e o ar, mas também tem de salvar o homem da sua própria destruição". "O homem quer ser o seu próprio criador, ser o único a dispor daquilo que lhe diz respeito, mas ao agir dessa forma, ele vive contra a verdade, vive contra o seu criador", acrescentou o líder dos católicos.

Afinal, quem está certo? A verdade (moral) está de que lado?

3 comentários:

Júlio César de Lima Prates disse...

MBD é um ícone em defesa da liberdade de escolha e livre opção entre os seres humanos. O que importa é o amor. O resto é preconceito, intolerância e cinismo.

Aleixo Fernandes disse...

O papa tá certo. o negócio é os padre comerem os gurizinhos na casa paroquial e combarem o homossexualismo no discurso. Errada é a desembargadora que perde tempo lidando com a ignorancia.

Anônimo disse...

A Dra. Berenice Dias é titular de um Escritório especializado em Direito Homoafetivo, Família e Sucessão. Por que o destaque apenas para o direito homoafetivo? Cuidado com a maldade!!! Sou seu leitor e admirador seu, mas começo a ver um viés triste e capcioso em tudo o que escreve. Não gostaria de estar arrependido.
AMIGO